Nova cepa de HIV se espalha rapidamente na Rússia

Cientista siberiana acredita que 02_AG /A pode ser o tipo mais virulento de HIV na Rússia Foto: PhotoXPress

Cientista siberiana acredita que 02_AG /A pode ser o tipo mais virulento de HIV na Rússia Foto: PhotoXPress

Subtipo identificado em 2006 já responde por 50% das novas infecções por HIV em Novosibirsk, e já se espalhou pelos países vizinhos Quirguistão e Cazaquistão.

Cientistas descobriram uma nova cepa do vírus HIV na Rússia que está se espalhando “a um ritmo acelerado”, informou a assessoria de imprensa do centro de pesquisa científica siberiano “Vektor”.

O subtipo, chamado 02_AG / A, foi notificado pela primeira vez na cidade siberiana de Novosibirsk em 2006, e é agora responsável por mais de 50% das novas infecções por HIV.

O número de soropositivos que vivem na região de Novosibirsk saltou de cerca de 2.000 em 2007 para 15 mil em 2012, de acordo com o Centro Federal para AIDS da Rússia.

“O 02_AG /A pode ser a forma mais virulenta de HIV na Rússia”, diz Natalia Gachnikova, chefe do departamento de retrovírus no Vektor,  acrescentando que o tipo pode se espalhar muito mais rápido do que a principal cepa de HIV na Rússia, o subtipo A (I).

A nova cepa também não se limita a uma vasta área da Sibéria, e já foi detectada em outras regiões da Rússia, como na república da Tchetchênia, e nos países vizinhos Quirguistão e Cazaquistão.

O HIV, retrovírus que enfraquece gradualmente o sistema imunitário, tem dois tipos: vírus HIV-1 e VIH-2. O segundo é considerado menos virulento e transmissível.

O HIV-1 é a cepa mais comum do vírus, e se divide em subtipos com base em várias formas agrupadas em regiões geográficas do mundo inteiro.

De acordo com a ONU, Leste Europeu e Ásia Central são as únicas regiões do mundo onde a infecção pelo HIV está claramente em ascensão. Cinquenta e dois por cento das pessoas soropositivas dessa área vivem na Rússia.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow News

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.