Aposentada de Kamtchatka ameaça botar fogo no próprio corpo

Mulher não enfrentará nenhum processo criminal, já que sua ação motivada pelo desespero não representou perigo para outras pessoas Foto: ITAR-TASS

Mulher não enfrentará nenhum processo criminal, já que sua ação motivada pelo desespero não representou perigo para outras pessoas Foto: ITAR-TASS

Uma pensionista no Extremo Oriente russo entrou no prédio da administração local nesta terça-feira (1) e ameaçou colocar fogo no próprio corpo caso as autoridades locais não religassem rapidamente o abastecimento de água em seu apartamento.

A mulher de 60 anos encharcou-se com gasolina e ameaçou tacar fogo em si mesma na frente dos funcionários do bairro de Ielizóvski, em Kamtchatka.

Os funcionários e oficiais da polícia tentaram dissuadir a mulher antes de conseguirem arrancar o isqueiro de sua mão, declarou um porta-voz da polícia local à agência de notícias Interfax.

As tubulações de água fria do seu prédio foram substituídas alguns meses atrás e, desde então, o abastecimento de água em seu apartamento foi cortado.

As autoridades locais prometeram enviar empreiteiros para consertar o encanamento nesta quarta-feira (2), e a senhora foi levada de volta para casa pelos policiais para que pudesse se lavar, já que a gasolina havia começado a corroer sua pele.

Não foram levantadas quaisquer acusações criminais contra a aposentada, que vive na aldeia de Dvurétchie, porque ela estava apenas agindo em desespero e não ameaçou a vida de nenhuma outra pessoa presente.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.