Liberalismo é impopular entre os russos, aponta pesquisa

Preferência pelo controle estatal remete aos tempos da URSS Photo: RIA Novosti

Preferência pelo controle estatal remete aos tempos da URSS Photo: RIA Novosti

Maioria dos russos ainda acredita que o governo deve manter grande participação sobre a economia.

O estudo do Centro Levada apontou aos entrevistados seis diferentes pontos de vista políticos. Trinta e quatro por cento dos respondentes disseram que o modelo econômico social-democrata de proteção do Estado representa o sistema ideal .

Em segundo lugar, 17% dos respondentes admitiram simpatizar com um governo de “mão firme” sob o comando de um líder autoritário.

A centralização econômica do comunismo foi apontada por 16% das pessoas, seguida pelos defensores de uma política agrária (15%), com forte apoio do Estado para o setor agrícola.

As ideias liberais e nacionalistas foram as menos popular, cada qual apoiada por 9% dos entrevistados.

“Essa tendência em relação a uma grande participação do Estado na sociedade se deve, em grande parte, aos sentimentos de nostalgia da União Soviética”, disse o professor de Relações Internacionais no Instituto Estatal de Moscou, Valéri Solovei, ao jornal “Kommersant”. Segundo ele, os termos mais novos, como liberalismo e nacionalismo, têm conotações negativas por causa da instabilidade econômica no período pós-soviético.

Solovei afirma que o atual sistema político não tem uma base ideológica sólida e usa elementos de modelos políticos tanto liberais como conservadores para consolidar o seu poder.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.