Rússia tem segunda maior comunidade de imigrantes do mundo, aponta ONU

Imigrantes ilegais na Rússia têm sido levados para acampamentos, de onde segue rumo ao país de origem Foto: Tatiana Kravtchenko / RG

Imigrantes ilegais na Rússia têm sido levados para acampamentos, de onde segue rumo ao país de origem Foto: Tatiana Kravtchenko / RG

Segundo relatório das Nações Unidas, país só perde para os EUA em relação ao número de cidadãos estrangeiros - tanto legais como ilegais.

O número de imigrantes estrangeiros que vivem na Rússia atingiu 11 milhões este ano, ou mais de 7% da população total, informou o Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas nesta semana.

Ranking da imigração

1. EUA: 45,8 milhões

2. Rússia: 11 milhões

3. Alemanha: 9,8 milhões

4. Arábia Saudita: 9,1 milhões

5. Emirados Árabes Unidos: 7,8 milhões

6. Reino Unido: 7,8 milhões

7. França: 7,4 milhões

8. Canadá: 7,3 milhões

9. Austrália: 6,5 milhões

10. Espanha: 6,5 milhões

Fonte: ONU

Os EUA têm atualmente o maior número de imigrantes do mundo, chegando a 45,8 milhões. A Alemanha ficou em terceiro lugar, com 9,8 milhões, seguida pela Arábia Saudita, com 9,1 milhões.

O número de migrantes internacionais em todo o mundo atingiu o recorde de 232 milhões de pessoas em 2013, ou 3,2% da população mundial, em comparação com as 175 milhões em 2000 e 154 milhões em 1990.

Atualmente, 72 milhões de imigrantes vivem na Europa, enquanto 71 milhões moram na Ásia.

Acampamento de imigrantes

A discussão em torno da imigração na Rússia veio à tona neste verão, depois de um policial ser agredido por um grupo de imigrantes em um mercado de Moscou.

Dias depois, as autoridades da cidade iniciaram uma ofensiva contra os imigrantes ilegais, e centenas de pessoas foram enviadas para uma espécie “acampamento” para posterior deportação.

Os deputados da Duma de Estado (câmara baixa do Parlamento russo) Igor Lebedev e Iaroslav Nilov, ambos do nacionalista Partido Democrático Liberal, apresentaram um projeto de lei em agosto que tornaria a deportação obrigatória para os imigrantes que violarem as condições de estadia.

Uma pesquisa publicada no mês passado pelo Centro de Pesquisas de Opinião Pública (VTSIOM, na sigla em russo) indicou que os russos apoiam as medidas mais severas contra os imigrantes ilegais.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.