Ativista gay pede reunião com Pútin

Manifestação em Barcelona em apoio à comunidade LGBT russa Foto: Maite Montroi

Manifestação em Barcelona em apoio à comunidade LGBT russa Foto: Maite Montroi

Presidente russo disse em rede nacional que estava disposto a encontrar representantes da comunidade LGBT, mas que ainda não havia recebido propostas.

Nikolai Alekseiev, um dos líderes da comunidade LGBT russa, pediu para realizar uma reunião com o presidente russo Vladímir Pútin uma reunião para discutir a situação da comunidade LGBT.

"Estou pedindo a você uma reunião para discutir a situação da comunidade LGBT na Rússia e no mundo", Alekseiev em seu Twitter, dirigindo-se ao presidente russo.

Alekseiev também disse que iria apresentar um pedido oficial junto à administração presidencial nesta quarta-feira (4).

Em uma entrevista anterior à Associated Press e ao Canal Um, Pútin afirmou que estava disposto a se reunir com representantes da comunidade LGBT,  mas que até o momento não havia recebido qualquer proposta. 

"Se algum deles quiser se encontrar comigo, estou dispotos, mas não houve nenhum tipo de iniciativa ainda", disse Pútin.

"Via de regra, me encontro com quem solicita uma reunião e sugere discutir questões que consideram importantes. Nenhuma dessas ofertas foram feitas", continuou o presidente.

"Eu garanto a vocês, trabalho com essas pessoas [homossexuais] e às vezes concedo medalhas de condecorações estatais a elas por suas realizações em áreas específicas. Temos relações absolutamente normais e não vejo nada de especial nisso", disse Pútin.

 

Publicado originalmente pela Interfax

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.