Maioria dos russos apoia introdução de uniformes escolares

Apenas 17% dos russos são contra a exigência de uniformes escolares Foto: ITAR-TASS

Apenas 17% dos russos são contra a exigência de uniformes escolares Foto: ITAR-TASS

De acordo com uma pesquisa do Centro de Pesquisas de Opinião Pública (VTSIOM, na sigla em russo), a maioria dos russos apoia a introdução de uniformes escolares e estão dispostos a gastar 3.000 rublos (US$ 89).

Sessenta e seis por cento dos entrevistados apoiam a ideia de introduzir uniformes escolares, embora 17% sejam contra a nova exigência e outros 17% não tenham opinião formada sobre o assunto. Em termos de gênero, os uniformes escolares foram apoiados por 60% dos homens e 71% das mulheres. Além disso, ​68% das pessoas que têm ensino superior deram suporte à ideia.

 “A maior parte das despesas para os preparativos da escola é relativa à compra de uniformes escolares”, disse o diretor-geral do Centro de Pesquisas de Opinião Pública (VTSIOM, na sigla em russo), Váleri Fedorov, em uma entrevista coletiva.

Grande parte dos russos estão dispostos a gastar 3.502 rublos (US$ 105) para comprar um uniforme. Entre os entrevistados com idades de 45 a 59, o valor a ser gasto giraria em torno de 3.812 rublos (US$ 114), e os homens disseram que estariam dispostos a desembolsar 3.999 rublos (US$ 120).

“Os bem-nascidos gastariam até 4.796 rublos (US$ 143), e os moradores de Moscou e São Petersburgo disseram que poderiam alocar 5.261 rublos (US$ 157) do orçamento familiar para tal finalidade”, acrescentou Fedorov.

O diretor-geral do instituto de pesquisa disse que um a cada dois russos está disposto a gastar o dinheiro da família com a reforma da escola, 48% gastariam com presentes para os professores, 43% com livros, 32% com segurança nas escolas, e 29% com equipamento técnico.

A pesquisa envolveu 1.600 pessoas que têm filhos em idade escolar em 46 regiões do país. A margem de erro é de 3,4%.

 

Publicado originalmente pela ITAR-TASS 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.