Crowdfunding ganha popularidade na Rússia

Funcionários do Ministério da Cultura acusaram Bárdin, um clássico da animação moderna, de exceder o prazo de entrega de um filme de animação que lhe foi encomendado Foto: kinopoisk.ru

Funcionários do Ministério da Cultura acusaram Bárdin, um clássico da animação moderna, de exceder o prazo de entrega de um filme de animação que lhe foi encomendado Foto: kinopoisk.ru

BoomStarter.ru e Planeta.ru são as plataformas mais conhecidas. Cada uma delas captou mais de 25 milhões de rublos (cerca de US$ 750 mil) em um ano.

O conflito entre o Ministério da Cultura da Rússia e o famoso cartunista Harry Bárdin mostrou que os russos estão dispostos a pagar do próprio bolso por projetos culturais. Discos, produções teatrais, documentários e produtos ecológicos são os projetos que arrecadam as maiores quantias de dinheiro nas plataformas do financiamento coletivo (crowdfunding), sistema ainda novo na Rússia.

Recentemente, funcionários do Ministério da Cultura acusaram Bárdin, um clássico da animação moderna, de exceder o prazo de entrega de um filme de animação que lhe foi encomendado e lhe aplicaram uma multa de 200 mil rublos (cerca de US$ 6.000). Foi justamente na internet que o artista encontrou o dinheiro para finalizar o seu projeto "Três Melodias".

Os primeiros serviços de financiamento coletivo que angariavam doações da população surgiram na Rússia há um ano e meio, tornando-se populares rapidamente. Na Rússia, além do BoomStarter.ru, o Planeta.ru é outra plataforma amplamente divulgada. Cada uma delas captou mais de 25 milhões de rublos (cerca de US$ 750 mil) em um ano.

"Ocrowdfunding começou a se desenvolver na Rússia a partir das doações para a gravação de álbuns de bandas e de cantores famosos. Tudo porque o grau de confiança e lealdade para com os músicos é maior”, conta a diretora de Relações Públicas do Planeta.ru, Katerina Tchetchulina.

Na Rússia, o grupo de rock Bi-2, que arrecadou 1,26 milhões de rublos (cerca de US$ 38 mil) para a gravação de seu álbum "Spirit” se tornou o pioneiro do crowdfunding entre os músicos. Um pouco mais tarde, diretores de espetáculos, festivais e filmes, atores e pintores se voltaram para a novidade. Há um ano, a parcela relativa aos projetos musicais no Planeta.ru totalizava 90% –atualmente, gira em torno de 30% a 40%.

"As pessoas contribuem mais ativamente para a gravação de álbuns de músicos famosos ou para os filmes protagonizados por atores conhecidos. A popularidade desempenha um papel importante. As figuras conhecidas contam com o apoio dos fãs”, comenta a produtora de projetos da internet Elena Studneva. “Aparentemente, as pessoas cuja imagem não fica aparecendo a toda hora no Canal1 teriam maior dificuldade em angariar fundos. Mas se na mensagem gravada em vídeo for relatada a mudança que a implementação do projeto trará ao mundo, a quem isso vai ajudar e qual é o problema que será solucionado, então será possível requisitar dinheiro para a construção de um novo prédio para o hospital ou o reparo de uma estrada, de um carro, de um muro ou de uma área comum de um edifício”.

O dramaturgo e escritor Evguêni Grichkovets angariou, de forma muito rápida, cerca de um milhão de rublos (cerca de US$ 30 mil) para a produção da versão em vídeo do espetáculo "+ 1".

Atualmente, é possível encontrar projetos de diferentes dimensões nos sites de financiamento coletivo, desde a arrecadação de dinheiro para um curta-metragem de formatura até a produção de um espetáculo com um elenco famoso. Os projetos de negócios estão presentes em menor quantidade. Recentemente, no entanto, o fornecedor de produtos orgânicos LavkaLavka solicitou  500 mil rublos (cerca de US$ 15 mil) para a abertura de uma nova loja. O montante foi arrecadado em três dias.

Todas as ações mais caras, no valor de 100 mil rublos (cerca de US$ 3.000) foram adquiridas em um dia, e a recompensa foi um cartão de cooperado da família  LavkaLavka. Geralmente, ingressos para concertos, oficinas com cartunistas ou livros e CDs autografados são usados como isca para atrair o patrocínio da população. De acordo com as estatísticas, o valor da doação média no Planeta.ru é de 1.200 a 1.300 rublos (de cerca de US$ 36 a US$ 39), mais do que nos sites americanos.

"Para conseguir o dinheiro é necessário trabalhar. Preencher a página com notícias todos os dias, enviar ‘spams’ aos amigos, postar as opiniões dos participantes e encontrar constantemente ocasiões de intercalar informações para ser lembrado novamente. É um trabalho diário que exige o trabalho exclusivo de uma pessoa”, conta Saba Lagadze, um dos organizadores do festival de peças curtas Almanaque Teatral.

Contradizendo os modelos estabelecidos, Lagadze fez tudo sozinho –a mensagem que gravou em vídeo mais parecia um curta-metragem. A ideia funcionou e o festival foi realizado.

Mas, para os novatos do crowdfunding, é difícil chamar a atenção para o seu projeto sem os conselhos dos gerentes dos sites. Se o projeto não conseguir arrecadar 50% da quantia determinada, todas as contribuições retornarão para as carteiras dos patrocinadores, e os sites de financiamento coletivo não receberão os seus 10% do capital arrecadado.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.