Membros das comunidades judaicas da Rússia farão curso de autodefesa

Cursos de autodefesa serão conduzidos por instrutores israelenses Foto: Kommersant

Cursos de autodefesa serão conduzidos por instrutores israelenses Foto: Kommersant

As comunidades judaicas da Rússia consideram necessário tomar medidas adicionais de segurança para proteger os centros culturais judaicos e planejam organizar cursos de autodefesa para os membros das organizações religiosas.

A resolução foi tomada após uma reunião entre o diretor- executivo do Congresso Judaico da Rússia, Benny Briskin, e o ministro israelense de Segurança Interna, Yitzhak Aharonovitch, que chegou a Moscou para uma visita de três dias.

“Rabinos, ativistas de organizações da juventude, funcionários das escolas e creches judaicas serão convidados a fazer cursos de curta duração, coordenados pelos ministérios do Interior da Rússia e Israel”, disseram os representantes do Congresso Judaico.

Os cursos de autodefesa serão conduzidos por instrutores israelenses, enquanto órgãos de defesa russos ficarão responsáveis por ensinar a proteger edifícios em caso de ataques e outras emergências.

O Congresso Judaico da Rússia informou que o projeto será implementado após uma recente tentativa de assassinato do rabino Ovadia Isakov no Daguestão, no Cáucaso do Norte. “É hora de tomar ações sérias para reforçar a segurança da comunidade judaica”, diz o comunicado da assessoria.

 

Publicado originalmente pela ITAR-TASS

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.