Drogas matam 100 mil jovens na Rússia todos os anos

90% dos viciados em drogas na Rússia são dependentes de heroína Foto: Kommersant

90% dos viciados em drogas na Rússia são dependentes de heroína Foto: Kommersant

Apesar das medidas punitivas e das ações para conter tráfico da Ásia Central, número de viciados não caiu ao longo dos últimos anos.

Durante o Fórum da Juventude de Toda Rússia Séliguer 2013, nesta segunda-feira (29), o vice-diretor do Serviço Federal de Controle de Drogas da Rússia, Oleg Safonov, disse que as drogas matam 100 mil jovens (entre 14 a 35 anos) na Rússia por ano.

Segundo ele, os policiais detiveram 52 mil cidadãos russos por uso de drogas em 2012. “Cerca de 3 milhões de pessoas na Rússia usam drogas regularmente e cerca de 18 milhões de pessoas experimentaram drogas pelo menos uma vez”, afirmou Safonov. Safonov também ressaltou que 90% dos viciados em drogas na Rússia são dependentes de heroína.

Apesar dos esforços do Serviço de Controle de Drogas para controlar o tráfico vindo da Ásia Central, as forças policiais por si só não conseguem conter o problema. “É necessário engajar o público e a juventude nesse esforço”, frisou. Safonov pediu aos militantes presentes para enviar às agências territoriais do serviço informações sobre o surgimento de novas fórmulas que podem ser usadas na fabricação de drogas.

Víktor Ivanov, diretor do Serviço de Controle de Drogas, já havia reconhecido que as medidas punitivas não são suficientes para enfrentar a questão. “Mesmo que todos os usuários de drogas estejam detidos, isso não vai curá-los.”

 

Publicado originalmente pela ITAR-TASS

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.