Queda do consumo de vodca não influencia no lucro das fabricantes

O motivo principal da redução de vendas de vodca é, segundo o estudo, a diminuição da frequência de compra em 9%, assim como a menor quantidade de compradores Foto: RIA Nóvosti

O motivo principal da redução de vendas de vodca é, segundo o estudo, a diminuição da frequência de compra em 9%, assim como a menor quantidade de compradores Foto: RIA Nóvosti

Elevação do imposto sobre o consumo aumentou receita das empresas em 4%, mesmo com redução de 24% das vendas.

No primeiro semestre de 2013, os russos reduziram o consumo de vodca em 24% em comparação ao mesmo período do ano passado. No entanto, o aumento de preço do tradicional destilado não permitiu reduzir as despesas da população com o produto, aponta a pesquisa da agência GFK-Rus.

O motivo principal da redução de vendas de vodca é, segundo o estudo, a diminuição da frequência de compra em 9%, assim como a menor quantidade de compradores.

No primeiro semestre de 2013, os russos reduziram o consumo de vodca em 24% em comparação ao mesmo período do ano passado. No entanto, o aumento de preço do tradicional destilado não permitiu reduzir as despesas da população com o produto, aponta a pesquisa da agência GFK-Rus.

O motivo principal da redução de vendas de vodca é, segundo o estudo, a diminuição da frequência de compra em 9%, assim como a menor quantidade de compradores.

Os dados do Serviço Federal de Estatística demostram que, comparando com a mesma época do ano passado, no período entre janeiro e maio de 2013, o volume de vendas diminuiu em 8,9% e atingiram 57,9 milhões de decalitros. Além disso, o volume de produção de vodca teve uma baixa de 28,3% ao longo desses meses.

Mesmo assim, a receita referente à venda do destilado até aumentou em 4% por causa do imposto sobre o consumo mais elevado e consequente aumento de preço do produto. “O crescimento do valor de imposto de consumo aplicado às bebidas alcoólicas reduziu as vendas de vodca, mas o aumento do seu preço não deixou o varejo no prejuízo”, explica um representante da Associação do Comércio Varejista.

A pesquisa demonstrou que a garrafa de 0,375 litros é o único produto da categoria cujas vendas não param de crescer e atingem o valor de 8%. “Entretanto, a presente tendência é apenas de curto prazo e indica a reação imediata do consumidor ao aumento de preços”, explicam os especialistas da GFK-Rus.

Os funcionários do serviço nacional de controle de vendas de produtos alcoólicos recomendam elaborar os preços de garrafas com volume de 0,375 a 0,5 litros com base no valor de uma garrafa de meio litro.

Os resultados da pesquisa também demostram o aumento de interesse de consumidores em relação a outras categorias de produtos alcoólicos, tais como uísque, cuja quantidade de compradores cresceu em 1,5% e o volume de vendas, em um terço.

 

Publicado originalmente pela agência RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.