15 mil expatriados voltaram à Rússia na primeira metade de 2013

Expectativa é que 25 mil russos voltem a morar no país até o final de 2013 Foto: RIA Nóvosti

Expectativa é que 25 mil russos voltem a morar no país até o final de 2013 Foto: RIA Nóvosti

Regiões com baixo índice demográfico estão desenvolvendo programas especiais para cidadãos que decidem voltar ao país.

Cerca de 15 mil expatriados retornaram à Rússia no primeiro semestre de 2013. “Um programa especial pressupõe que 25 mil compatriotas vão voltar à sua terra natal em 2013”, disse Igor Sliuniaiev, ministro russo para Desenvolvimento Regional, ao jornal “Rossiyskaya Gazeta”.

“Nosso objetivo é proporcionar a transferência de 25 mil compatriotas no decorrer de 2013. Nos primeiros seis meses, cerca de 15 mil pessoas já chegaram à Rússia”, disse o ministro, ressaltando que “os planos são absolutamente realistas”.

“As regiões de Omsk, Kaluga, Lipetsk, Voronej e Tver receberam o maior número de expatriados”, disse o ministro. “Ao todo, 8.500 compatriotas chegaram nesses locais para estabelecer residência permanente. Cinquenta e três entidades constituintes da Federação Russa já apresentaram programas de reassentamento regional ao ministério”, acrescentou.

Siuniaiev ressaltou que prioridade é dada para regiões com problemas demográficos. “O princípio é que os recursos federais são distribuídos entre as regiões numa base competitiva. Damos prioridade às regiões que têm baixo índice demográfico e que elaboraram programas de reassentamento regional”, explicou o ministro.

 

Publicado originalmente pela ITAR-TASS

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.