Projeto de internet visa mudar a imagem da Sibéria

Adesivos fazem parte dos produtos vendidos pelo projeto "Sou siberiano" para divulgar a causa Foto: Vkontakte

Adesivos fazem parte dos produtos vendidos pelo projeto "Sou siberiano" para divulgar a causa Foto: Vkontakte

Ideia é mudar o foco no passado enigmático da região para seu presente dinâmico e moderno.

Ser siberiano é mais uma identidade do que uma nacionalidade. Siberianos são pessoas que se orgulham de onde vieram, contando a seus amigos sobre os invernos de -40˚C e os ursos perambulando pelas ruas.

Um projeto de internet chamado “Sou siberiano” já reuniu 10 mil seguidores da rede social VKontakte em um ano de existência. Os criadores do projeto se opõem a considerá-lo dentro de um contexto político ou religioso, apesar de os comentários sobre uma piada circulando no final de 2011 – de que a Sibéria iria se separar da Rússia – terem sido variados: alguns acharam engraçado, enquanto outros demonstraram descontentamento.

O “Sou siberiano” optou pela língua inglesa para sua divulgação, já que o projeto está querendo mudar o foco no passado misterioso da Sibéria para seu presente dinâmico, diversificado e, sim, muitas vezes frio.

“Nós somos o que somos – meio ursos, selvagens e um tanto desajeitados”, um dos seguidores postou no fórum do projeto. “Mas, ao mesmo tempo, queremos provar que somos pessoas modernas, agradáveis e bem-humoradas.”

O projeto “Sou siberiano” oferece produtos como camisetas, adesivos e capinhas de passaporte para ajudar seus clientes a promover uma nova imagem no exterior. O projeto também pede às pessoas para servirem como embaixadores, convidando potenciais visitantes para ver as características únicas de Krasnoiarsk, Omsk e Irkutsk.

Camisetas com a marca custam US$ 23, um conjunto de 11 adesivos sai por US$ 11, e uma capa de passaporte vale US$ 18. É possível encomendá-los pelo e-mail mail@imsiberian.com, apresentando nome do comprador, produto, tamanho (no caso das camisetas), quantidade de itens, informações de contato e pagamento. O custo de entrega (em torno de US$ 10 para Moscou) é acrescentado ao valor total.

Se você é um nativo ou já visitou o Baikal, a Reserva Natural Stolby ou a montanha Belukha, na região de Altaí, já pode convidar pessoas para um dos locais mais encantadores do mundo.

  

Publicado originalmente pelo The Moscow News

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.