Cafés e restaurantes vivem auge em Moscou

Russos gastam 3,1% da renda mensal em restaurantes e cafés Foto: RIA Nóvosti

Russos gastam 3,1% da renda mensal em restaurantes e cafés Foto: RIA Nóvosti

Moscovitas estão gastando 30 vezes mais para comer fora do que há dez anos. Com a promessa da abertura de novos estabelecimentos neste ano, o crescimento de uma década deve ser ainda maior, segundo a previsão das autoridades municipais.

Durante uma coletiva de imprensa na semana passada, o chefe do Departamento de Comércio e Serviços de Moscou, Aleksêi Nemeriuk, declarou que a participação dos gastos com alimentação fora de casa entre os moscovitas cresceu em seis vezes nos últimos dez anos. “Pode crescer em dez vezes mais até 2025”, acrescentou.

Em média, os russos gastam 3,1% da renda mensal em restaurantes e cafés. Esse é o sétimo índice mais alto do mundo, conforme a avaliação publicada pela agência de notícias RIA Nóvosti em novembro de 2012.

Pelos dados apresentados pelo departamento na coletiva de imprensa, o total de gastos com alimentação fora de casa cresceu em 30 vezes ao longo da última década, e 30% dos moscovitas frequentam regularmente os restaurantes e cafés da cidade.

Enquanto isso, segundo outros analistas citados pela RIA Nóvosti, até 2016 os moscovitas devem passar a gastar 16 mil rublos (US$ 510) por ano comendo fora, e 27 mil rublos (US$ 860) até 2025.

“O número de cafés neste verão vai crescer 14% e chegar a cerca de 2 mil estabelecimentos no total”, informou Nemeriuk. Isso reflete um constante aumento no número de estabelecimentos na capital. Em 2012, o número de cafés de verão aumentou de 1.277 para 1.684.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow News

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.