Pútin se opõe à legalização da maconha

Presidente apoia plantação destinada à produção de óleos e fibra Foto: AFP / EastNews

Presidente apoia plantação destinada à produção de óleos e fibra Foto: AFP / EastNews

Em entrevista televisionada, presidente defendeu uso da planta restrito à agricultura.

O presidente russo Vladímir Pútin disse na última quinta-feira (25) que é terminantemente contra a legalização da maconha.

“Essa planta só deve ser utilizada como matéria-prima para a agricultura, mas, como droga recreativa, sou totalmente contra”, disse o presidente durante a sessão de perguntas e respostas transmitida ao vivo por canais de TV nacionais.

Pútin recordou a sua recente visita à Holanda, onde as drogas recreativas foram legalizadas em 1978. “A legalização foi um recurso usado pelo governo para afastar as pessoas de drogas mais pesadas. Mas a prática tem demonstrado que gera um efeito inverso. Esse é apenas o primeiro passo para uma dependência mais grave e não vamos estimular isso”, acrescentou o líder russo.

As plantas de maconha são muito utilizadas para a produção de fibra e óleos, bem como para fins medicinais.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow News

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.