Rússia e Síria cessam ataques aéreos em Aleppo para pausa humanitária

Crianças sírias brincam em região de Aleppo bombardeada no dia anterior

Crianças sírias brincam em região de Aleppo bombardeada no dia anterior

Reuters
Dois corredores permitirão que civis e militantes deixem a cidade nesta quinta-feira (20). Após anúncio, iniciativa foi saudade por representantes das Nações Unidas.

As forças aéreas da Rússia e da Síria cessaram os ataques aéreos à área de Aleppo desde 10 da manhã (horário local) de 18 de outubro para estabelecer uma “pausa humanitária” nesta quinta-feira (20).

Segundo o ministro da Defesa russo, Serguêi Choigu, isso garantirá a segurança de civis saindo através de seis corredores, bem como os preparativos para a evacuação das pessoas doentes e feridas da parte oriental da cidade.

“Nós dirigimos à liderança dos países com influência sobre as unidades armadas na parte oriental de Aleppo com a proposta de convencer seus líderes [dos grupos locais] a cessar ações de combate e sair da cidade”, disse Choigu, ao anunciar a medida.

“Até o início da ‘pausa humanitária’, as forças sírias serão evacuadas a uma distância que possibilitará aos militantes deixar livremente o leste de Aleppo com armas através de dois corredores: o primeiro na estrada Castello, e o segundo, na área do mercado do Souq al Hai”, acrescentou.

A pasta de Defesa russa anunciou planos para organizar uma “pausa humanitária” em Aleppo no último dia 17 de outubro.

Em comentários sobre a iniciativa russa, a ONU disse saudar qualquer pausa nas ações de combate. Já o Departamento de Estado dos EUA, declarou que a atitude é “positiva, mas um pouco tarde demais”.

Com a agência de notícias Tass

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.