Defesa russa começa a transmitir on-line situação em Aleppo

Civis checam estragos após bombardeios aéreos do governo sírio em Aleppo.

Civis checam estragos após bombardeios aéreos do governo sírio em Aleppo.

Reuters
Objetivo é garantir cessar-fogo em território tomado do Jabhat al-Nusra.

Nesta quinta-feira (15), o Ministério da Defesa da Rússia começou a transmitir on-line suas operações a partir de território tomado do grupo Jabhat al Nusra, em Aleppo, na Síria.

"[A transmissão é feita] com o objetivo de prover transparência na execução, por parte do regime, das ações bélicas", lê-se no site do Ministério da Defesa da Federação da Rússia.

As imagens transmitidas são registradas por meio de duas câmeras de vigilância nos bairros de El-Khalidia e Tel-Djobakja, além de um drone que acompanha a situação na porção oeste de Aleppo.

No momento em que esta reportagem estava sendo fechada, a transmissão mostrava militares russos equipados com armamento bélico. O som, porém, não era transmitido.

O general-major da Defesa russa, Ígor Konashenkov, disse à Gazeta Russa que a pasta vai aumentar a quantidade de câmeras transmitindo a situação síria no futuro.

Na semana passada, o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguêi Lavrov, e seu homólogo norte-americano, John Kerry, chegaram a um acordo sobre o plano multifásico para resolução da crise no país árabe.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.