Pútin condecora Xi Jinping com maior ordem da Rússia

Durante visita, está prevista a assinatura de contratos somando US$ 10 bi, além de acordos diversos

Durante visita, está prevista a assinatura de contratos somando US$ 10 bi, além de acordos diversos

Kremlin.ru
Título destaca atuação de líder chinês para ‘fortalecimento das relações’. Xi Jinping chegou a Moscou na terça-feira (4) para tratar de cooperação bilateral e assuntos internacionais.

O presidente russo Vladímir Pútin condecorou seu homólogo chinês, Xi Jinping, com a primeira e maior ordem do país, a Ordem do Apóstolo Santo André. A cerimônia ocorreu no Grande Palácio do Kremlin, onde estão acontecendo reuniões bilaterais.

Xi Jinping é merecedor da ordem “por sua contribuição excepcional para o fortalecimento da amizade e cooperação entre os povos da Rússia e da China”, segundo decreto assinado pelo presidente russo.

A Ordem do Apóstolo Santo André, a mais antiga da Rússia, foi criada pelo tsar Pedro, o Grande em 1698. Depois de abolido em 1918, durante o regime soviético, o título foi restaurado em 1998, conforme um decreto presidencial.

Essa ordem é também a condecoração estatal mais alta da Rússia dada a estadistas e figuras públicas proeminentes, bem como a outros cidadãos do país, que contribuam significativamente para prosperidade e glória da Rússia.

Presidentes e primeiros-ministros de outros Estados também podem ser condecorados com a Ordem de Santo André por seus “ilustres serviços” à Rússia.

O presidente chinês Xi Jinping é o terceiro estrangeiro a receber o título; os outros dois foram o ex-presidente azerbaijano Heydar Aliyev (já falecido), e o chefe de Estado do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.