URSS não pode ser restaurada, mas é preciso integração, diz Peskov

Peskov: “A lógica dita a necessidade de uma nova integração no espaço da ex-URSS”

Peskov: “A lógica dita a necessidade de uma nova integração no espaço da ex-URSS”

Reuters
Porta-voz do Kremlin lamentou queda do regime e apontou para novas associações, como a Comunidade dos Estados Independentes e a Comunidade Econômica Eurasiática.

A União Soviética não pode ser restaurada, embora sua desintegração tenha sido um desastre, declarou o porta-voz do Kremlin, Dmítri Peskov, em entrevista ao canal de TV Mir na quarta-feira (21).

 “[O presidente russo Vladímir] Pútin ainda acredita que [a desintegração da União Soviética] foi um desastre para os povos que viviam sob o telhado de um Estado unido”, disse Peskov.

“Foi um desastre que atravancou nosso desenvolvimento. Todos os países que agora são independentes ficaram décadas para atrás após a ruína da União Soviética”, acrescentou.

O porta-voz da presidência disse ainda que a lógica dos acontecimentos sugere a necessidade de uma nova integração no espaço pós-soviético.

“Vocês veem por si mesmos que é impossível falar de qualquer processo de reversão. (...) Mas a lógica dita a necessidade de uma nova integração no espaço da ex-URSS.”

Entre as associações já existentes, Peskov destacou a CEI (Comunidade dos Estados Independentes) e a Comunidade Econômica Eurasiática.

“[A Comunidade Econômica Eurasiática] é uma nova associação, que está em processo de eu desenvolvimento, e, portanto, ainda não podemos aproveitar seu potencial plenamente, mas há os primeiros sinais disso”, disse o porta-voz.

“É natural que alguns paralelos com a União Europeia possam e devam, talvez, ser elaborados. Afinal, o bloco europeu se desenvolve há décadas e apresenta muitos problemas.”

Com a agência de notícias Tass

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.