Moscou quer normalizar relações com Japão

Pútin (esq.) com o premiê japonês,  Shinzo Abe (dir.).

Pútin (esq.) com o premiê japonês, Shinzo Abe (dir.).

AP
Pútin caracteriza ausência de tratado de paz com Japão como 'anacronismo'.

Nesta terça-feira (13), o presidente russo Vladímir Pútin declarou em entrevista ao canal de televisão Nippon TV que Moscou deseja melhorar as relações com o Japão. 

"Queremos a plena normalização das relações com o Japão. A ausência de um tratado de paz é um anacronismo do passado que deve ser eliminado”, declarou Pútin.

“A Federação da Rússia não tem problemas territoriais com o Japão, é o Japão que acredita ter um problema territorial, mas estamos dispostos a discuti-lo", disse.

"Nossos acordos sobre a participação e a criação de condições para o tratado de paz devem ser a base da futura cooperação, que deverá ser alcançada por meio da atividade econômica conjunta, principalmente nas Ilhas Curilas do Sul", completou.

O presidente russo visitará o Japão entre 15 e 16 de dezembro e terá reuniões com o primeiro-ministro Shinzo Abe.

Em 1956, a União Soviética e o Japão assinaram uma declaração para colocar fim ao estado de guerra. Mas o tratado de paz não foi assinado devido à disputa territorial acerca das ilhas Curilas do Sul.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.