Presidente considerado pró-Rússia é eleito no Uzbequistão

Premiê e presidente interino uzbeque, Mirziyoyev celebra vitória nas urnas

Premiê e presidente interino uzbeque, Mirziyoyev celebra vitória nas urnas

Valéri Melnikov/RIA Nôvosti
Shavkaat Mirziyoyev venceu com 88% dos votos nas eleições de domingo (4). Especialistas consideram resultado como uma “vitória para a diplomacia russa e eurasiática”.

A vitória de Shavkaat Mirziyoyev nas eleições presidenciais do Uzbequistão, no último dia domingo (4), foi saudada pelas autoridades russas, que veem a possibilidade de ampliar suas relações com o país mais populoso da Ásia Central.

“Na Rússia, você é conhecido como um defensor do desenvolvimento de relações amigáveis entre nossos países”, disse o presidente Vladímir Pútin em uma mensagem ao recém-eleito presidente uzbeque, antes de convidá-lo para uma visita a Moscou.

“Estou convencido de que com esforços conjuntos seremos capazes de fortalecer nossa parceria estratégica bilateral (...) e ampliar a interatividade construtiva em assuntos regionais e internacionais”, acrescentou Pútin.

Segundo a agência de notícias RIA Nôvosti, o histórico de Mirziyoyev demonstra que o político apoia o desenvolvimento de relações com os países da CEI (Comunidade dos Estados Independentes, formada pelas ex-repúblicas soviéticas, exceto Geórgia e países bálticos), sobretudo com a Rússia. Além disso, o ainda presidente interino não é favorável ao alinhamento do Uzbequistão com blocos político-militares.

O primeiro presidente do Uzbequistão, Islam Karimov, que governava o país desde 1989, morreu no último dia 2 de setembro, aos 78 anos, após um acidente vascular cerebral. Então primeiro-ministro, Mirziyoyev foi nomeado presidente interino.

Embora o chefe da missão de observação e secretário-executivo da CEI, Serguêi Lebedev, tenha afirmado que as recentes eleições foram transparentes e democráticas, o escritório para as Instituições Democráticas e os Direitos Humanos da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) relatou violações no processo, “incluindo enchimento de urnas com cédulas falsas”.

Conquista eurasiática

Apesar da vitória de Mirziyoyev, com mais de 88% dos votos válidos, especialistas consideravam o atual ministro das Finanças Rustam Azimov, e o chefe do Serviço de Segurança Nacional, Rustam Inoyatov, como potenciais ocupantes do cargo.

No entanto, segundo Andrêi Kazantsev, que dirige o centro de análise internacional no Instituto Estatal de Relações Internacionais de Moscou, os clã regionais tiveram um papel importante nas eleições: enquanto Mirziyoyev representava o chamado clã de Samarkand, Azimov era representante do clã de Tashkent.

“Além disso, Azimov, que estudou em Oxford, era conhecido pelas suas opiniões pró-ocidentais”,  diz Andrêi Grozin, chefe do Departamento da Ásia Central e do Cazaquistão no Instituto dos Países da CEI.

“Mirziyoyev é um candidato que não só se adapta à elite de Tashkent, mas também a Moscou e Pequim. É uma vitória para a diplomacia russa e euroasiática”, completa.

Prós e contras para a Rússia

“As relações bilaterais Uzbequistão-Rússia não parecem muito estáveis, embora muitas vezes os meios de comunicação de massa divulguem o contrário”, diz Ajdar Kurtov, colaborador científico do Instituto Russo de Estudos Estratégicos.

Atualmente, os negócios russos no Uzbequistão são representados sobretudo por grandes empresas e há interesse de desenvolver, por exemplo, a extração em jazidas de hidrocarbonetos, segundo Kurtov.

“Mas os ‘amigos uzbeques da Rússia’ não permitem que os negócios russos entrem em certos setores atraentes, como a mineração de ouro”, acrescenta o analista.

Para Kurtov, porém, o novo presidente uzbeque não assumirá iniciativas drásticas que alterem as políticas anteriores de Karimov, sobretudo nas relações exteriores. “Não é do seu interesse. As pessoas no Oriente não gostam de mudanças drásticas”, afirma.

Quem é Shavkaat Mirziyoyev?

Mirziyoyev nasceu em 1957 na região de Jizzakh, no Uzbequistão. Formou-se na Instituto de Irrigação e Melhoramento de Tashkent em 1981, especializando-se em engenharia mecânica. Trabalhou no instituto ao longo dos 10 anos seguinte.

O novo presidente uzbeque começou sua carreira política em 1990, quando foi eleito deputado do Conselho Supremo do Uzbequistão. Em 2003, Karimov propôs torná-lo primeiro-ministro, e a iniciativa recebeu aprovação do Parlamento.

Desde fevereiro de 2005, Mirziyoyev é responsável pela indústria agrícola do país e supervisiona os planos de produção de grãos e algodão.

Com o jornal Vzgliad

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.