'EUA intensificam recrutamento de diplomatas do país', diz vice-chanceler

Representantes da diplomacia russa agora têm que informar suas trajetórias nos EUA.

Representantes da diplomacia russa agora têm que informar suas trajetórias nos EUA.

Reuters
Segundo diplomata, país usa ameaças e pressão para coagir seus colegas a cooperar.

Em entrevista à agência Ria-Nôvosti nesta quinta-feira (6), o vice-ministro dos Negócios Exteriores da Rússia, Serguêi Riabkov, afirmou que os Estados Unidos estão redobrando esforços para forçar diplomatas russos a cooperar.

“Durante os últimos 30 meses, os Estados Unidos intensificaram o recrutamento dos funcionários do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia. Os serviços de inteligência norte-americanos usam, para isso, os meios mais desagradáveis de pressão, incluindo ameaças a familiares de diplomatas", disse Riabkov.

Segundo ele, Washigton está criando dificuldades para o funcionamento das instituições diplomáticas russas. Um exemplo é o recente recrudescimento das regras sobre o deslocamento de russos em território norte-americano.

“A maioria de nossos representantes agora tem que informar o Departamento de Estado sobre sua rota com antecedência”, disse Riabkov.

“Isso vai contra as regras aprovadas conjuntamente, e que estavam em vigor por quase um quarto de século”, completou o vice-chanceler.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.