Kremlin lamenta falta de iniciativa em carta de presidente turco

Turquia quer “superar problema [com a Rússia] rapidamente”, segundo Erdogan

Turquia quer “superar problema [com a Rússia] rapidamente”, segundo Erdogan

Reuters
Apesar do esfriamento das relações Moscou-Ancara, Erdogan enviou mensagem a Pútin parabenizando pelo Dia da Rússia, no domingo (12). Segundo porta-voz da presidência russa, mensagem protocolar peca pela falta de ‘assuntos substanciais’.

O porta-voz do Kremlin, Dmítri Peskov, lamentou nesta quarta-feira (15) que a carta oficial do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, ao líder russo, Vladímir Pútin, por ocasião do Dia da Rússia, não apresenta questões significativas.

Na mensagem, enviada no último domingo (12), Erdogan parabeniza os russos pelo feriado nacional que marca o início do Estado russo pós-soviético e demonstrou esperança de que as relações entre os países alcancem um ‘nível distintivo’.

“Prezado Sr. Presidente! Em nome do povo turco, felicito todos os russos no Dia da Rússia, e expresso o desejo de que as relações entre a Rússia e a Turquia atinjam um nível de destaque no futuro próximo”, lê-se na carta, segundo a agência RIA Nôvosti.

“Esta é uma mensagem de protocolo. A troca de tais mensagens acontece, por tradição, em dias nacionais. Este é um protocolo e uma prática comum nas relações internacionais. Infelizmente, ela [a carta] não tinha assuntos substanciais”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmítri Peskov, a repórteres.

As relações entre os dois países começaram se deterioraram acentuadamente depois de um avião de combate F-16 turco abater um bombardeiro Su-24 russo na fronteira turco-síria em novembro de 2015.

O governo de Ancara alega que o avião russo teria violado o espaço aéreo turco perto da fronteira, enquanto o Ministério da Defesa russo garante que bombardeio estava voando sobre o território sírio.

A mensagem enviada por Erdogan no fim de semana foi a primeira carta oficial da Turquia à Rússia após o incidente envolvendo os aviões de guerra.

Condições para retomada

As autoridades turcas vêm declarando abertamente o desejo de restaurar as relações com Moscou. Recentemente, Erdogan disse que queria “superar este problema o mais rapidamente possível”, embora nenhuma medida prática tenha sido tomada.

O governo russo, entretanto, afirmou repetidas vezes que o primeiro passo nessa direção implica um pedido oficial de desculpas e compensações pelo avião abatido.

“O presidente Pútin deixou bem claro que, após o incidente [com o Su-24 russo], qualquer normalização das relações será impossível sem que a Ancara tome as medidas necessárias”, reforçou Peskov nesta quarta.

O porta-voz também disse que a Rússia gostaria de retomar as relações com a Turquia de volta ao nível anterior.

“Certamente, o Kremlin e o presidente Pútin disseram mais de uma vez que a Rússia gostaria de ter um bom relacionamento com a Turquia. (...) Sentimos muito que uma rica experiência de relações tenha sido destruída instantaneamente por ações agressivas do lado turco”, disse.

O primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, também enviou uma carta a seu homólogo russo, Dmítri Medvedev, por ocasião do Dia da Rússia. Na mensagem, o diplomata também expressou desejo de que os laços bilaterais sejam restaurados.

Com material das agências de notícias RIA Nôvosti e Tass

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail?   
Clique aqui para assinar nossa newsletter. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.