Em Moscou, ministros da Bolívia e da Rússia reforçam relações bilaterais

Lavrov (dir.) e Chokeuanki em reunião bilateral na capital russa

Lavrov (dir.) e Chokeuanki em reunião bilateral na capital russa

Grigóri Sisoev/RIA Nôvosti
Isenção de visto entre países e cooperação militar pautaram reunião na terça-feira (12) entre o chanceler russo, Serguêi Lavrov, e o seu homólogo boliviano, David Choquehuanca.

Em reunião na terça-feira (12), o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguêi Lavrov, e seu homólogo boliviano, David Choquehuanca, assinaram diversos acordos e declarações que reforçam a cooperação bilateral entre os países.

“As negociações foram construtivas e bem-sucedidas”, declarou Lavrov, após o encontro. Segundo ele, as conversações com Choquehuanca ajudaram a especificar os acordos para a futura colaboração bilateral definida anteriormente pelos presidentes da Rússia e da Bolívia.

Isenção de vistos

Um dos mais importantes acordos assinados durante o encontro se refere à isenção de vistos entre os dois países. Segundo Lavrov, a expectativa é que a medida facilite os contatos pessoais entre os cidadãos russos e bolivianos e ajude a enriquecer as culturas de ambos os países. 

“Esperamos que o regime de isenção de vistos aumente os fluxos turísticos. Já temos acordos semelhantes com a maioria dos países da América Latina [incluindo o Brasil - nota GR] e do Caribe”, ressaltou o chanceler russo.

Cooperação militar

A Rússia também reiterou que pretende participar ativamente no processo de reequipamento das Forças Armadas da Bolívia.

“Temos uma comissão especial que está especificando como podemos ajudar os parceiros bolivianos a implementar o programa de reequipamento das Forças Armadas da Bolívia nos próximos dez anos”, disse Lavrov. “Faremos tudo para participar ativamente desse processo.”

Ferrovia interoceânica

Segundo Lavrov, as empresas russas estão interessadas em informações técnicas e financeiras sobre a construção da ferrovia que ligará os oceanos Atlântico e Pacífico.

“Gostaríamos de receber uma descrição detalhada do projeto, incluindo seus aspectos técnicos e as fontes de financiamento. Acho que a Rússia não será o único país que manifestará interesse nesse projeto”, afirmou Lavrov.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.