Funcionários do governo só poderão viajar em companhias nacionais

Na ausência de passagens de companhias nacionais, funcionários deverão priorizar as de países da União Econômica Eurasiática.

Na ausência de passagens de companhias nacionais, funcionários deverão priorizar as de países da União Econômica Eurasiática.

Alamy/Legionmedia
Resolução restringe compra de passagens também para militares e outros setores quando pagamento é feito com uso do orçamento federal.

O governo russo publicou, no último sábado (12), documento que restringe a compra de passagens aéreas com uso do orçamento federal a companhias nacionais. No site oficial da agência federal de transporte aéreo Rossaviatsia foi divulgada também uma lista dessas companhias.

A resolução trata ainda da possibilidade de não haver passagens para as datas requeridas, quando deverá ser dada preferência a companhias aéreas dos países da União Econômica Eurasiática e, só na ausência de opções com essas, outras companhias poderão ser buscadas.

O documento foi elaborado pelo Ministério do Trabalho, que foi encarregado da tarefa pelo governo, e tange funcionários do governo federal, militares e outras categorias de cidadãos cujos bilhetes venham a ser comprados usando o orçamento federal.

A resolução está em conformidade com o Acordo sobre a União Econômica Eurasiática.

União Econômica Eurasiática

A União Econômica Eurasiática é uma organização de integração econômica regional fundada em 2014 e composta por Armênia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão e Rússia para livre circulação de produtos, capital e força de trabalho.

Publicado originalmente pelo jornal Rossiyskaya Gazeta.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.