Líder oposicionista é atacado em restaurante em Moscou

Kasianov (dir.) é presidente do Parnas, partido ao qual também pertenceu Nemtsov (esq.), morto no ano passado.

Kasianov (dir.) é presidente do Parnas, partido ao qual também pertenceu Nemtsov (esq.), morto no ano passado.

Stanislav Krasilnikov / TASS
Kassianov foi colega de partido de Nemtsov, opositor assassinado em 2015.

O político de oposição Mikhail Kassianov foi atacado na noite de terça-feira (10) no bairro de Kitai-Gorod, na capital russa. Dois homens se aproximaram do político, atirando-lhe uma torta e o ameaçando. Apoiados por mais quase 15 homens distribuídos pelo restaurante, eles fugiram em quatro carros.

O opositor abriu um boletim de ocorrência logo após o incidente, que está sendo investigado. Ele relatou ter recebido ameaças de morte, qualificando o incidente sob o artigo 119 do Código Penal da Federação da Rússia.

Nesta quarta-feira, porém, a polícia anunciou ter descartado qualquer ameaça à integridade física de Kassianov.

Kassianov é presidente do Parnas (Partido da Liberdade do Povo), do qual também fez parte Boris Nemtsov, opositor assassinado em fevereiro de 2015 após deixar um restaurante com a namorada na capital russa para uma caminhada.

Kassianov teve atritos recentemente com o líder da república russa da Tchetchênia, Ramzan Kadirov, que publicou em sua conta do Instagram uma imagem dele sob uma mira ótica, deletada em seguida.

Com material das agências Tass e Interfax.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.