Tribunal rejeita acusação de Naválni contra procurador-geral

Cinco tribunais de Moscou se negaram a registrar ações judiciais de Naválni em 2015

Cinco tribunais de Moscou se negaram a registrar ações judiciais de Naválni em 2015

AP
Oposicionista alegou difamação em carta-resposta publicada por veículos russos. Em dezembro, Naválni divulgou vídeo acusando familiares do procurador-geral da Rússia de envolvimento com negócios ilícitos.

O tribunal do distrito de Presnenski, em Moscou, negou andamento à ação judicial do líder da oposição russa Aleksêi Naválni contra o procurador-geral da Russia, Iúri Tchaika, e a estação de rádio Eco Moskvy, informou a agência de notícias RBC.

A ação indeferida é uma das muitas tentativas de Naválni de processar Tchaika por difamação – no ano passado, cinco tribunais de Moscou se negaram a registrar suas ações judiciais, oferendo razões variadas para as recusas.

Em 1º de dezembro, a Fundação Anticorrupção, comandada por Naválni, lançou um filme investigativo denunciando o envolvimento de membros da família de Tchaika, incluindo seus dois filhos, em negócios obscuros e diversas atividades ilegais.

Duas semanas depois, o procurador-geral da Rússia acusou o investidor britânico William Browder e os serviços secretos dos EUA de estarem por trás do filme, relegando a Naválni “um papel humilde”, segundo carta divulgada na imprensa russa.

Depois de três tribunais de Moscou se recusaram a dar sequência à ação de Naválni, o oposicionista decidiu processar os veículos de comunicação que publicaram a carta de Tchaika – os jornais “Kommersant” e “Vedomosti”, a estação de rádio Ekho Moskvy, o site Slon, a agência de notícias RBC e o canal de TV Dojd – juntamente com o procurador-geral para que o processo fosse aceito pela corte.

“Peço desculpas aos estabelecimentos respeitáveis ​​pelo inconveniente, mas, infelizmente, temos de torná-los corréus oficiais [nas ações] para que os tribunais finalmente aceitem os fatos”, escreveu Naválni em seu blog.

Publicado originalmente pelo jornal The Moscow Times

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.