Brasil solicita acesso de 24 empresas ao mercado russo

Palermo integrou delegação brasileira no Fórum de Agronegócios do Brics, em Moscou

Palermo integrou delegação brasileira no Fórum de Agronegócios do Brics, em Moscou

brics2015.ru
Pedido foi discutido em reunião entre representantes do Ministério da Agricultura brasileiro e do serviço fitossanitário russo, Rosselkhoznadzor. Em contrapartida, órgão russo prevê o aumento de exportações de carne ao Brasil.

A secretária de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Tatiana Palermo, entregou ao chefe do órgão russo, Serguêi Dankvert, um pedido para ampliar a gama de produtos fornecidos por quatro empresas brasileiras e abrir o mercado a outros 24 fornecedores. O encontro aconteceu às margens do Fórum de Agronegócios do Brics, em Moscou.

“As relações comerciais e econômicas entre os dois países estão se desenvolvendo com sucesso”, destacou Dankvert. No ano passado, o Brasil exportou à Rússia 86 mil toneladas de carne bovina, 101 toneladas de carne suína e 42 mil toneladas de carne de aves.

A parte russa expôs o objetivo de aumentar as exportações de carne suína, bovina e de aves para o Brasil. Os futuros fornecimentos vão depender da aprovação de uma lista de requisitos entregue pelo Ministério da Agricultura brasileiro.

As partes discutiram também a necessidade de abordagens técnicas e metodológicas comuns ao fazer a análise da produção de grãos, sobretudo por causa dos grandes volumes de grãos brasileiros que chegam à Rússia. Nos primeiros noves meses deste ano, 300 mil toneladas de soja brasileira foram importadas pelo país.

“Precisamos de abordagens comuns ao fazer a análise da produção de grãos para verificar a presença de material genético estranho”, destacou Dankvert durante o encontro. Especialistas do Centro Federal de Avaliação da Segurança e da Qualidade de Grãos e Produtos Processados, subordinado ao Rosselkhoznadzor, farão uma visita ao Brasil.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.