Premiê ucraniano quer pontos de cruzamento para a Crimeia

Ucrânia não reconhece integração da Crimeia à Rússia, mas quer postos de controle para passagem de seu território para o da península.

Ucrânia não reconhece integração da Crimeia à Rússia, mas quer postos de controle para passagem de seu território para o da península.

AP
Iatseniuk ordenou construção urgente de passagens à península integrada à Rússia e pediu ajuda de governador de região fronteiriça. Ucrânia não reconhece anexação da Crimeia por país vizinho.

O primeiro-ministro da Ucrânia Arsêni Iatseniuk urgiu que se providencie a construção, na fronteira com a Crimeia, de postos de controle que possibilitem a transição de território ucraniano para a península, que passou a ser parte da Federação Russa em março do ano passado.

A ordem foi dada durante reunião com o ministro da Infraestrutura do país, Andrêi Pivovárski.

"Que seja um projeto simples e no inverno se equipe o ponto de passagem", disse Iatseniuk.

Ele também ordenou que Andrêi Putilov - governador da região de Kherson, única que tem ligação terrestre com a Crimeia -, colabore  com os esforços do Estado na construção das passagens.

"A coordenação geral do trabalho fica por sua conta. Os órgão centrais do governo irão ajudá-lo", disse o premiê a Putilov.

Os governos da Crimeia e de Sevastópol foram integrados à Rússia após referendo realizado em março de 2014.

Versão reduzida de material da agência Tass.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.