Interpol lança busca por jovem russa que teria sido recrutada pelo Estado Islâmico

Pedidos de busca foram enviados a cinco escritórios da Interpol no Reino Unido, nos Estados Unidos e na Turquia Foto: EPA

Pedidos de busca foram enviados a cinco escritórios da Interpol no Reino Unido, nos Estados Unidos e na Turquia Foto: EPA

Varvara Karaulova, de 19 anos, desapareceu em 27 de maio e depois partiu para Istambul.

A Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) começou a busca por uma estudante de Moscou supostamente recrutado pelo grupo terrorista Estado Islâmico, informou o advogado de sua família, Alexander Karabanov, nessa terça-feira (2).

“Varvara Karaulova, de 19 anos, estudava na Universidade Estatal de Moscou. Ela desapareceu em 27 de maio e depois partiu para Istambul”, disse Karabanov.

“Os pedidos de busca foram enviados a cinco escritórios da Interpol no Reino Unido, nos Estados Unidos e na Turquia”, acrescentou o advogado, confirmando que que havia razões para crer que a menina teria sido recrutada por radicais islâmicos.

Karaulova é fluente em inglês, alemão e árabe, além de ter estudado culturas e religiões orientais. “Testemunhas dizem que ela costumava sair de casa vestindo roupas casuais e depois trocava para vestes tradicionais islâmicas”, disse Karabanov.

“Esperamos que a Turquia nos ajude com essa busca. Também estamos planejando a realização de uma coletiva de imprensa lá em breve”, finalizou o advogado.

 

Publicado originalmente pela agência de notícias Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.