Moscou sugere à OSCE criação de mecanismo para evitar golpes de Estado

Próxima Assembleia Parlamentar da OSCE acontecerá de 5 a 9 de julho Foto: Reuters

Próxima Assembleia Parlamentar da OSCE acontecerá de 5 a 9 de julho Foto: Reuters

Documento propõe que organização internacional condene tentativas de interferência direta ou indireta, individual ou coletiva nos assuntos internos dos Estados com intenção de promover mudanças ilegítimas no poder. Autores da proposta estão coletando assinaturas para colocar medida em votação.

A Rússia pretende sugerir à OSCE (Organização para a Segurança e Cooperação na Europa) a criação de um mecanismo para prevenção de mudanças ilegítimas no poder e golpes de Estados nos países-membros da organização.

“Estamos prontos para apresentar uma resolução sobre o tema que deverá ser analisada durante a sessão de verão da Assembleia Parlamentar da OSCE”, disse o membro da delegação russa Nikolai Kovalev.

O projeto de autoria de Leonid Slutski, chefe do comitê da Duma (Câmara dos Deputados na Rússia) para assuntos da CEI (Comunidade do Estados Independentes”, pede que os Estados-membros encarem a OSCE como “um fórum para diálogo, avaliação coletiva da situação e tomada de respectivas decisões”.

O documento também propõe que a organização “condene terminantemente as tentativas de interferência direta ou indireta, individual ou coletiva nos assuntos internos dos Estados com intenção de promover mudanças ilegítimas no poder”. Segundo os autores da proposta, incentivar ou ajudar tentativas de golpe nos Estados-membros é “inadmissível, independentemente de quem cometer tais atos”.

O projeto de resolução sugere ainda aos Estados-membros que se abstenham de “criar, financiar, estimular ou permitir a atividade armada, subversiva ou terrorista” e de “se intrometer na luta interna em outro Estado”.

“Estamos coletando assinaturas em apoio a essas resoluções”, disse Kovalev. Cerca de 20 membros da Assembleia Parlamentar, pertencentes a pelo menos quatro países, devem apoiar a iniciativa para que o documento seja submetido a avaliação geral.

A próxima Assembleia Parlamentar da OSCE, que será dedicada ao 40º aniversário da Acordos de Helsinque, acontecerá entre os dias 5 e 9 de julho.

 

Publicado originalmente pela agência de notícias Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.