Ministro da Defesa representará Dilma na comemoração do Dia da Vitória

Jaques Wagner irá representar a presidente Dilma Rousseff nas celebrações de 9 de maio em Moscou Foto: AP

Jaques Wagner irá representar a presidente Dilma Rousseff nas celebrações de 9 de maio em Moscou Foto: AP

Segundo comunicado oficial, o ministro da Defesa do Brasil, Jaques Wagner, irá representar a presidente Dilma Rousseff nas celebrações de 9 de maio em Moscou, em homenagem ao 70º aniversário da vitória soviética sobre a Alemanha nazista.

 “O Brasil comemora com orgulho o 70º aniversário da Vitória”, disse Wagner, citado no comunicado. Segundo ele, o desfecho da guerra “foi resultado da irmandade internacional dos povos em sua busca pela liberdade, democracia, independência e justiça”.

O ministro chegou hoje à cidade italiana de Pistoia, onde vai depositar flores no túmulo do Soldado Desconhecido e no monumento aos soldados da Força Expedicionária Brasileira, e depois seguirá para a Rússia.

Wagner, que combateu na Itália entre setembro de 1944 e abril de 1945, disse também que a Força Expedicionária Brasileira “deu uma contribuição significativa” para a vitória dos Aliados “sobre a intolerância” e que seus participantes “se tornaram heróis de uma guerra que reuniu os mais diferentes países na luta contra a tirania”.

Mais de 25 mil soldados brasileiros da Força Expedicionária combateram na Segunda Guerra Mundial, dos quais 460 morreram no campo de batalha e outros 2.000, em resultado dos ferimentos. Também durante o conflito, mais de mil marinheiros brasileiros morreram com os navios afundados pelos submarinos alemães e italianos.

No comunicado, Wagner lembrou ainda que a União Soviética perdeu 27 milhões de pessoas, incluindo 7,5 milhões de soldados. “O povo da União Soviética foi quem pagou o preço mais alto pela vitória na Segunda Guerra Mundial”, disse.

O Brasil foi o único país da América do Sul a participar da Segunda Guerra Mundial, associando-se à coalizão anti-Hitler em 22 de agosto de 1942.

 

Publicado originalmente pelo Vzgliad 

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.