Cresce o número de casos de corrupção envolvendo autoridades russas

Segundo ministro, combate à corrupção é "questão prioritária" para a pasta Foto: PhotoXPress

Segundo ministro, combate à corrupção é "questão prioritária" para a pasta Foto: PhotoXPress

Endurecer pena para quem desvia recursos públicos é uma das ações planejadas para combater o problema.

O número de autoridades envolvidas em casos de corrupção aumentou nos últimos anos, segundo declarações do ministro do Interior, Vladimir Kolokoltsev, em reunião dos membros da Duma (câmara dos deputados na Rússia).

“O número de cidadãos russos, mais especificamente, autoridades, responsabilizadas penalmente (...) por corrupção aumentou 7%”, disse o ministro, acrescentando a necessidade de esforços mais vigorosos para combater o problema.

Segundo Kolokoltsev, a corrupção deve ser primeiro combatida reforçando a aplicação das leis em vez de apenas endurecer as punições. “O combate à corrupção é uma questão prioritária para o Ministério do Interior”, continuou.

Kolokoltsev apoia a iniciativa da presidente do Comitê de Segurança da Duma de Estado, Irina Iarovaia, de endurecer a pena para quem comete desvio de fundos públicos.

“Talvez uma pena de dez anos na prisão para crimes como esse, em vez dos atuais três ou quatro anos de sentença condicional”, disse. “A punição deve ser proporcional à gravidade do crime.”

 

Publicado originalmente pela agência de notícias Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.