China e Rússia são maiores ameaças cibernéticas para os EUA

Existem ainda países com tecnologias menos desenvolvidas mas maior desejo de prejudicar a segurança cibernética dos EUA, como Irã e Coreia do Norte Foto: Alamy/Legion Media

Existem ainda países com tecnologias menos desenvolvidas mas maior desejo de prejudicar a segurança cibernética dos EUA, como Irã e Coreia do Norte Foto: Alamy/Legion Media

Segundo diretor do serviço de inteligência norte-americano, James Clapper, Ministério da Defesa russo está criando time de especialistas para executar ataques cibernéticos.

O serviço secreto dos Estados Unidos acredita que a Rússia ameace a segurança do país no espaço cibernético e possua os mais modernos programas e tecnologias nessa esfera, segundo declarou o diretor da Inteligência norte-americana, James Clapper, em audiência no Congresso.

"Esse tipo de ameaça provém de uma série de países, dentre os quais alguns possuem os mais modernos programas cibernéticos, como a Rússia e a China", afirmou Clapper. 

Segundo ele, existem ainda países com tecnologias menos desenvolvidas mas maior desejo de prejudicar a segurança cibernética dos EUA, como Irã e Coreia do Norte.

"O Ministério da Defesa da Federação Russa está criando seu próprio time cibernético, que irá responder pela condução de operações cibernéticas ofensivas, dentre as quais propaganda cibernética e introdução de programas hackers em sistemas inimigos", completou Clapper.

 

Publicado originalmente pela agênia Tass

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.