Pútin é o 11º homem mais admirado no mundo, segundo YouGov

A empresa britânica de pesquisas de marketing YouGov publicou o estudo anual das pessoas mais admiradas do mundo nesta segunda-feira (2). Presidente russo caiu oito posições em relação a ranking do ano passado.

Pútin ficou posicionado entre jogador David Beckham e guru dos investimentos Warren Buffet Foto: AP

De acordo com a pesquisa realizada com 25.000 pessoas em 23 países, pessoas vistas como “generosas e caridosas” são mais admiradas em todo o mundo do que os líderes globais.

O fundador da Microsoft e filantropo americano Bill Gates encabeça a lista dos homens mais respeitados, seguido pelo presidente dos EUA, Barack Obama. Os ex-líderes norte-americanos Bill Clinton e George W. Bush ocupam a 14ª e a 20ª posições.

O presidente Vladímir Pútin despencou do terceiro lugar em 2014 para a 11ª posição na lista deste ano, e é o único russo incluído no ranking internacional.

O jogador de futebol britânico David Beckham ficou logo à frente de Pútin, empatado com o cientista Stephen Hawking. Logo atrás do presidente russo vem o guru dos investimentos Warren Buffet.

Entre as mulheres, o ranking é liderado por Angelina Jolie. A atriz de Hollywood ficou à frente apenas de Malala Yousafzai, jovem paquistanesa que recebeu o prêmio Nobel da Paz. 

Mão única

Na classificação por país, Pútin lidera o ranking entre os russos, desbancando Bill Gates (4º lugar) e o ex-agente da NSA Edward Snowden (6º).

Segundo o YouGov, entre as mulheres mais admiradas pelos russos estão Angeline Jolie (1), a rainha Elizabeth II (4) e a chanceler alemã Angela Merkel (9).

Os britânicos, entretanto, não retribuíram o carinho do povo russo em relação à rainha: na lista do Reino Unido não há um russo sequer.

Outra pesquisa do YouGov, realizada em parceria com o grupo de pesquisa Chatham House e publicada na semana passada, revelou que os britânicos têm uma visão mais negativa da Rússia do que qualquer outro país do mundo.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.