Conflito na Ucrânia pode se transformar em um massacre na Europa, diz Gorbatchov

 "É preciso travar este processo. É preciso exigir o fim do conflito e o início das conversações", disse Gorbatchov Foto: Reuters

"É preciso travar este processo. É preciso exigir o fim do conflito e o início das conversações", disse Gorbatchov Foto: Reuters

Ex-presidente da URSS teme escalada de violência na região.

O conflito na Ucrânia pode se transformar em um massacre na Europa, disse o primeiro presidente da URSS, Mikhail Gorbatchov, em entrevista ao Serviço Russo de Notícias. "É preciso travar este processo. É preciso exigir o fim do conflito e o início das conversações. Se os [outros] Estados começarem a ser afetados, a escala do conflito vai ampliar e todo mundo vai acabar se envolvendo, e podemos entrar no pior massacre da Europa. Não se pode permitir isso", disse ele.

O conflito interno da Ucrânia não pode se converter em um conflito entre países, acredita o político. "Se o nosso país intervir, poderá iniciar um incêndio que o mundo inteiro não conseguirá depois apagar. Os políticos estão certos ao manter a sua posição", disse Gorbatchov ao Serviço Russo de Notícias.

O primeiro presidente da URSS está seguro de que a ONU e a União Europeia deverão ter um papel crucial na resolução do conflito. "A nossa proposta era abrir corredores em todos os focos de combate para poder retirar as pessoas”, continuou. “Mas não. Tem gente resistindo, e enquanto isso veja o que está acontecendo com as pessoas, sobretudo crianças e mulheres. Maternidades e escolas estão sendo bombardeadas, hospitais foram destruídos. Segundo informações oficiais já morreram 2.000 pessoas e outras tantas foram feridas."

 

Publicado originalmente pelo Rusnovosti.ru

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.