Pútin aumenta salários de presidente e premiê em 2,65 vezes

Última vez que o ordenado dos altos funcionários aumentou foi em 2012 Foto: Reuters

Última vez que o ordenado dos altos funcionários aumentou foi em 2012 Foto: Reuters

Recente decreto marcou o décimo aumento desde 2003.

O presidente russo Vladímir Pútin assinou um decreto para aumentar o salário de presidente e primeiro-ministro em 2,65 vezes. O documento foi  publicado no portal oficial de informações jurídicas.

A última vez que o ordenado dos altos funcionários aumentou foi em 2012, quando subiu US$ 1.752 por mês para o chefe de Estado e US$ 1.401 para o primeiro-ministro. Os salários dos principais governantes do país é ajustado regularmente, e, desde 2003, é a décima vez que aumenta.

Pútin ganhou cerca de US$ 103.060 em 2013, de acordo com a declaração de imposto publicada pela assessoria de imprensa do Kremlin na semana passada.

Pela primeira vez, sua declaração do imposto de renda não contém as informações da ex-mulher Liudmila, de quem se divorciou no ano passado. A contribuição da ex para o orçamento familiar correspondia a cerca de US$ 3.500 em 2012.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.