Governo substitui iPads por tablets Samsung

Novos dispositivos podem ser mais eficazes para o processamento de dados confidenciais Foto: Kommersant

Novos dispositivos podem ser mais eficazes para o processamento de dados confidenciais Foto: Kommersant

Autoridades garantem que iniciativa não está relacionada a qualquer sanções contra a Apple.

Os iPads usados por membros do governo durante as sessões e consultas de gabinete foram recentemente trocados por tablets Samsung.

“[Os tablets Samsung] são dispositivos especialmente protegidos que podem ser usados para o processamento de dados confidenciais. Parte da informação nas sessões de gabinete é confidencial, e esses aparelhos satisfazem completamente os requisitos, além de terem sido submetidos a uma rigorosa certificação”, explica o ministro das Comunicações, Nikolai Nikiforov.

O Ocidente impôs sanções a alguns indivíduos e organizações russas devido às ações de Moscou em torno da Ucrânia e Crimeia. A Rússia se comprometeu a responder na mesma moeda, impondo sanções semelhantes a autoridades ocidentais.

A República da Crimeia, onde a maioria dos moradores são de etnia russa, realizou um referendo no último dia 16. Na votação, cerca de 97% de sua população decidiu se separar da Ucrânia e se juntar à Rússia. O Parlamento da Crimeia assinou um tratado de reunificação dois dias depois.

Pútin e outras autoridades afirmaram repetidas vezes que o referendo da Crimeia está em plena conformidade com o direito internacional e a Carta das Nações Unidas. Segundo eles, também está de acordo com o precedente estabelecido pela separação de Kosovo da Sérvia, em 2008.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.