Pútin é nomeado para o Prêmio Nobel da Paz

É o segundo ano consecutivo que Pútin é candidato ao prêmio Foto: AFP / East News

É o segundo ano consecutivo que Pútin é candidato ao prêmio Foto: AFP / East News

Figuram na lista 278 políticos, organizações públicas e ativistas, incluindo Edward Snowden e o papa Francisco.

O presidente russo Vladímir Pútin foi indicado para o Prêmio Nobel da Paz, segundo informações do diretor do Instituto Nobel da Noruega, Geir Lundestad, nesta quarta-feira (5). 

Este ano, um número recorde de candidatos vão disputar o Prêmio Nobel da Paz. Na lista estão 278 políticos, organizações públicas e ativistas, incluindo Edward Snowden e o papa Francisco. O Comitê do Nobel anunciará o vencedor em meados de outubro. 

Em 2013, Pútin também foi candidato ao Nobel da Paz, mas o prêmio acabou nas mãos da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ).

Havia 259 candidatos para o prêmio do ano passado, com destaques para os nomes de Denis Mukwege, ginecologista congolês que salvou vidas de milhares de mulheres estupradas e torturadas durante a guerra civil no país; da ativista paquistanesa Malala Yousafzai, que foi baleada por militantes Talibani aos 14 anos, do ex-agente da CIA Edward Snowden; e do fundador do WikiLeaks, Julian Assange.

 

Você sabe o que é o Prêmio Nobel da Paz?

É um dos cinco prêmios criados pelo inventor e industrialista sueco Alfred Nobel. Os demais são nas áreas de Física, Química, Fisiologia ou Medicina e Literatura. O Comitê do Nobel, cujos cinco membros são eleitos pelo Parlamento norueguês, é responsável pela atribuição do Prêmio Nobel da Paz.

O Nobel pode incluir indivíduos e organizações. De acordo com o testamento do inventor, o prêmio deve ser dado à pessoa que “fez o melhor trabalho em prol da fraternidade entre as nações, abolição ou redução de Exércitos permanentes, e realização e promoção de congressos de paz”.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.