Medvedev doa salário para ajudar vítimas das enchentes do Extremo Oriente

Pela sua declaração de renda, Medvedev ganhou US$ 176 mil no ano passado Foto: Reuters

Pela sua declaração de renda, Medvedev ganhou US$ 176 mil no ano passado Foto: Reuters

Primeiro-ministro foi um dos membros do governo que doaram voluntariamente dinheiro para a causa. Até agora, foi doado um total de US$ 546 mil por 296 pessoas.

Os territórios do Extremo Oriente russo vem sendo atingidos por fortes tempestades desde o final de julho, batendo os recordes de inundação dos últimos 120 anos.

“As enchentes afetaram cerca de 98.800 pessoas e 16 mil já evacuaram a região. Outras 36 mil pessoas precisam ser evacuadas uma vez que o volume continua a subir”, informou o vice-primeiro-ministro e enviado do Extremo Oriente, Iúri Trutnev. 

“O governo federal da Rússia se comprometeu a fornecer US$ 360 milhões em ajuda para regiões do Extremo Oriente russo que têm sido devastadas pelas enchentes”, acrescentou Trutnev. Aproximadamente 45 mil pessoas estão participando dos trabalhos de resgate.

O primeiro-ministro russo Dmítri Medvedev doou seu salário para ajudar as vítimas das enchentes no Extremo Oriente russo. Como premiê, Medvedev ganha mensalmente pouco mais de US$ 6 mil e, de acordo com a sua declaração de renda, ganhou um total de US$ 176 mil no ano passado.

Além de Medvedev, outros membros do governo e da administração presidencial doaram voluntariamente dinheiro para ajudar as vítimas, declarou a assessoria do Ministério para Situações de Emergência. Até agora, foram doados US$ 546 mil por 296 pessoas.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow News

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.