Campanha eleitoral de Sobiânin custará US$ 2,6 mi

Prefeito interino Serguêi Sobiânin convocou eleições para o próximo 8 de setembro, dois anos antes do fim de seu mandato Foto: AP

Prefeito interino Serguêi Sobiânin convocou eleições para o próximo 8 de setembro, dois anos antes do fim de seu mandato Foto: AP

Vantagem do prefeito interino na corrida pela prefeitura de Moscou é evidente não só nas pesquisas, mas também na dimensão de sua campanha.

A Comissão Eleitoral da Cidade de Moscou publicou os valores disponíveis para os candidatos à prefeitura. A campanha de Sobiânin, até agora, usou metade dos 84 milhões de rublos previstos (US$ 2,6 milhões), que já é mais do que qualquer candidato.

Sobiânin está liderando as últimas pesquisas do VTsIOM, com 51% dos votos no dia 8 de setembro. Além disso, a mais recente enquete do Fundo de Opinião Pública mostrou que, durante os últimos seis meses, o índice de aprovação de Sobiânin entre os moscovitas aumentou de 51% para 64%.

A campanha do líder oposicionista Aleksêi Naválni corresponde a apenas metade da de Sobiânin, segundo Aleksêi Chlenov, vice-diretor da comissão eleitoral. Até o momento, Naválni gastou 10,9 milhões do total de 22 milhões de rublos.

Naválni está em segundo lugar nas pesquisas, com 9% das intenções de voto.

O candidato Ivan Mélnikov, do Partido Comunista, também dispõe de quase 20 milhões de rublos, embora apenas 4% dos entrevistados demonstrem apoio à sua candidatura.

Serguêi Mitrókhin, do Iábloko, e Nikolai Lévitchev, do Rússia Justa, têm 11 milhões de rublos cada para suas respectivas campanhas. O menor investimento na candidatura está sendo o de Mikhail Degtiariov, do Partido Democrático Liberal, que já gastou quase todos os 5,7 milhões de rublos que tem disponível.

Mitrókhin, Lévitchev e Degtiariov têm menos de 2% das intenções de voto cada.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.