Gabinete de Medvedev cumpriu 73% dos decretos de Pútin

Relatório contraria rumores de ineficiência do governo, afastando possibilidade de demissões.

O governo russo implementou cerca de 73% dos decretos presidenciais emitidos por Vladímir Putin desde maio do ano passado, informou o primeiro-ministro Dmítri Medvedev nesta segunda-feira (29).

Pútin, que assumiu a presidência e inverteu de cargo com Medvedev em maio de 2012, encarregou o governo de 218 trabalhos, incluindo 67 programados para conclusão ao longo dos próximos sete anos.

“Cento e dez decretos foram cumpridos conforme o programado”, apresentou um relatório preparado para a reunião de Medvedev com seus vices na segunda-feira. Esse número representa 73% do conjunto total que será implementado nos anos de 2012 e 2013.

Durante esse período, o governo aprovou 29 leis nacionais e submeteu mais de 25 projetos de lei que ainda estão sob consideração na Duma de Estado (câmara baixa do parlamento russo). Também contribuiu com quatro decretos presidenciais e aprovou cerca de 60 programas, estratégias, projetos e roteiros de trabalho.

“De qualquer modo, o ritmo não deve desacelerar, e o controle sobre o andamento das ordens deve ser o mais rigoroso possível”, disse Medvedev perante seus suplentes.

Nos últimos dias, os meios de comunicação russos especularam sobre possíveis demissões no gabinete em meio a rumores de ineficiência do governo desde que Medvedev deixou a presidência para assumir o cargo de primeiro-ministro.

Apesar disso, Pútin declarou na quinta-feira passada (25), em uma sessão de perguntas e respostas televisionada, que está satisfeito com o trabalho de Medvedev por ter levado à frente a maioria dos decretos presidenciais.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.