Pútin intensifica esforços para evitar recessão interna

Pútin demonstrou receio em relação aos efeitos da crise global Foto: ITAR-TASS

Pútin demonstrou receio em relação aos efeitos da crise global Foto: ITAR-TASS

Presidente irá convocar reunião com funcionários e assessores do governo para impedir que crise global derrube as perspectivas de crescimento do país.

No início da semana, o presidente russo Vladímir Pútin afirmou que o agravamento da crise econômica global estava prejudicando a economia russa e pediu ao governo para encontrar maneiras de evitar uma recessão.

“A crise mundial está assumindo uma forma ainda mais perigosa, o que inevitavelmente nos afeta também”, disse Pútin em uma reunião com o primeiro-ministro Dmítri Medvedev.

“Isso ocorreu em 2008 e agora estamos testemunhando a mesma coisa. No entanto, diferente de nossos amigos e parceiros na Europa e em outras partes do mundo, a economia russa está mostrando vitalidade e perspectivas de crescimento”, acrescentou o presidente.

Pútin e Medvedev concordaram em organizar uma reunião conjunta do Kremlin com os funcionários e assessores do governo a fim de chegar a novos mecanismos para enfrentar o risco de uma recessão.

A economia da Rússia encolheu quase 10% após a crise econômica global que teve início em 2008. O cenário econômico do país foi salvo de um colapso total por injeções pesadas de capital no setor bancário e nas indústrias que haviam sido mais afetadas.

A recuperação tem sido lenta, com crescimento de PIB anual na faixa de 4% ao ano –  equivalente a metade do ritmo pré-crise.

O PIB russo cresceu apenas 3,4% no ano passado, em grande parte devido à fraca demanda por exportações russas na Europa e investimento instável.

A tendência negativa se agravou no início de 2013. O PIB nacional cresceu apenas 0,9% em janeiro e a taxa de crescimento caiu para 0,1% em fevereiro. O Ministério da Economia foi obrigado a reduzir sua previsão de crescimento do PIB para 2013 de 3,6% para 2,4%.

O órgão também espera que a saída de capital líquido alcance US$ 30 a 35 bilhões em 2013, em comparação à sua previsão original de até US$ 10 bilhões.

  

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.