Rússia aposta na modernização de aparato militar

Foto: Alexey Kudenko / RIA Nóvosti

Foto: Alexey Kudenko / RIA Nóvosti

Governo anunciou reserva para fornecimento de modernos sistemas de armamentos nos próximos 10 a 15 anos.

No fim de semana passado, estiveram reunidos o chefe do Estado-Maior da Rússia, o general Valéri Guerâssimov, o presidente da República Popular da China, Xi Jinping, e o ministro da Defesa russo, Serguêi Choigu.

 “Hoje criamos uma reserva para o fornecimento de armamentos, como os sistemas de defesa aérea S-400, o submarino classe Borei e a última geração de caças Su-35, ao longo dos próximos 10 a 15 anos”, anunciou o ministro.

O presidente da República Popular da China, Xi Jinping, foi o primeiro chefe de Estado estrangeiro a visitar o Centro de Controle Operacional das Forças Armadas da Federação Russa.

Durante a videoconferência no Centro de Controle, os dirigentes das principais empresas do complexo militar-industrial da Rússia comunicaram o cumprimento dos compromissos assumidos em relação aos pedidos encomendados pelo Ministério da Defesa.

 “O ministério poderá controlar o andamento do programa de fornecimento de armamentos modernos e de tecnologia para as Forças Armadas, utilizando os recursos desse centro”, declarou Guerâssimov.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.