Como funciona a bioimpressão 3D de órgãos?

Especialistas do Laboratório 3D Bioprinting Solutions, em Moscou, falam sobre uma das tendências mais modernas da bioengenharia e medicina.

Laboratório 3D Bioprinting Solutions, em Moscou, está implementando um projeto inovador para desenvolver métodos de bioimpressão 3D de órgãos.

O trabalho na criação de técnicas de bioimpressão 3D, bem como a bioimpressão de órgãos e tecidos humanos, é uma das tendências mais modernas da bioengenharia e medicina.

O uso da tecnologia de bioimpressão 3D para fazer órgãos a partir de células-tronco do próprio paciente poderia ser a solução para problemas de incompatibilidade do sistema imunológico. Com o tempo, essa tecnologia abre a possibilidade de se transplantar protótipos de órgãos e criar métodos efetivos de substituição de tecidos.

O grupo de cientistas liderados pelo professor Vladímir Mironov definiu a tarefa de produzir um rim como meta a longo prazo. A curto prazo, eles estão se empenhando em criar construtos (conceito teórico não observável) universais de tecidos.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.