Moscou ganha instalações tipo ‘Avatar’; veja fotos

Diferentes artistas, escritores e poetas descrevem suas fontes de inspiração de maneiras diferentes: amor trágico ou alegria, fortes emoções ou acontecimentos que mudam sua vida e mente.

Diferentes artistas, escritores e poetas descrevem suas fontes de inspiração de maneiras diferentes: amor trágico ou alegria, fortes emoções ou acontecimentos que mudam sua vida e mente.

Serguêi Bobilev/TASS
Parque Ostankino, no norte da capital russa, é palco de festival de arte e luzes.
Mas a fonte universal de inspiração é a natureza.
É por isso que artistas russos e europeus decidiram brincar com pássaros, árvores, água e luz durante o Inspiration Art Festival, em Moscou.
Com iluminação especial, o Parque Ostankino, nos arredores do famoso VDNKh, transformou-se em uma floresta mágica.
Como era de esperar, o evento artístico acabou invadindo o Instagram; hoje, a rede social já acumula mais de mil fotos das inspiradoras instalações e projeções de luz.
O sucesso se deve, em parte, à curadoria do francês Julien Pavillard, ex-diretor artístico do Festival de Luz em Lyon.
“A natureza inspira as pessoas a criar mitos e contos de fadas que são passados de geração para geração, estimulando descobertas científicas e, é claro, arte”, diz Julien. “Nosso projeto é um presente para a Natureza como fonte infinita de inspiração.”
O mapa do evento inclui uma caminhada de um quilômetro através da floresta mágica, onde é possível sentir-se sozinho em meio à natureza (isto é, se não houver muitos ‘Instagrammers’ a seu redor). Além disso, uma das áreas temáticas do festival, intitulada Pandora, foi inspirada no longa “Avatar”, de James Cameron.
Também estão expostas outras obras de arte únicas, como “Pássaros”, de Cedric Le Borgne, e diversos túneis de luz.
O artista francês Alexis Gabirot aproveitou também para dar nova vida às esculturas da famosa fonte “Amizade das Nações”,  do VDNKh, e o coletivo francês Aérosculpture instalou o peixe voador brilhante, cuja cabeça está virada para um lago.