Mercado de pulgas em São Petersburgo é paraíso da nostalgia soviética

Segundo Iúri, que diz compartilhar um “caso de amor” com esse lugar, o mercado de pulgas em São Petersburgo “vende de tudo para todas as pessoas”. “É um supermercado da individualidade, onde tudo tem sua exclusividade, seja o objeto à venda, o vendedor ou o cliente. É uma tentativa de reanimar os rejeitados e esquecidos. É um museu de culturas humildes e oprimidos. Amo esse lugar”, diz.

Segundo Iúri, que diz compartilhar um “caso de amor” com esse lugar, o mercado de pulgas em São Petersburgo “vende de tudo para todas as pessoas”. “É um supermercado da individualidade, onde tudo tem sua exclusividade, seja o objeto à venda, o vendedor ou o cliente. É uma tentativa de reanimar os rejeitados e esquecidos. É um museu de culturas humildes e oprimidos. Amo esse lugar”, diz.

Iúri Molodkovets
Fotógrafo russo Iúri Molodkovets apresenta, em sua série “Álbum de Criança”, registros do mercado Udelka.
Uma grande área do mercado Udelka é ocupada por comerciantes de itens verdadeiramente vintage. Mas há também vendedores de antiguidades e aqueles que vendem o “falso vintage”, da China.
“Meu apartamento está cheio de coisas que comprei aqui. A minha família e eu usamos um conjunto de jantar de porcelana com 52 peças no estilo modernista quando recebemos convidados”, conta.
“Nós bebemos champanhe e vodca em taças de cristal soviéticas ou feitas antes da revolução de 1917.”
Há uma grande coleção de produtos da época comunista: fotos e retratos de Lênin, estrelas e bandeiras, instrumentos musicais, lenços de escoteiros, literatura comunista. Bem em frente, porém, veem-se ícones ortodoxos e bonecas antigas semidestruídas.
O mercado Udelka funciona nos dias úteis, entre as 8 da manhã e as 4 da tarde. Mas esses horários também dependem do clima temperamental de São Petersburgo – assim como a quantidade e a diversidade de itens dependem dos vendedores presentes.
“Você nunca sabe o que você vai encontrar lá. É um dos lugares mais imprevisíveis na Terra”, conclui.