De piada de 1º de abril a funcionário de museu

Viatcheslav Prokofiev/TASS
No último dia 1º de abril, o gato Marai foi personagem de uma pegadinha do Museu de História e Arte de Serpukhov, segundo a qual o animal teria aplicado para uma vaga na instituição. No entanto, após desmentir a história, o museu sofreu tanta pressão que o gato acabou sendo realmente contratado. A contratação, aprovada pelos gestores, estipula que o bichinho receba patês de peixe e carne como salário.

No último dia 1º de abril, o gato Marai foi personagem de uma pegadinha do Museu de História e Arte de Serpukhov, segundo a qual o animal teria aplicado para uma vaga na instituição. No entanto, após desmentir a história, o museu sofreu tanta pressão que o gato acabou sendo realmente contratado. A contratação, aprovada pelos gestores, estipula que ele receba patês de peixe e carne como salário.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.