Yandex entra em disputa contra monopólio do Google

Representantes do buscador russo acreditam que Google perpetuará prática monopolista ao longo dos próximos anos Foto: TASS

Representantes do buscador russo acreditam que Google perpetuará prática monopolista ao longo dos próximos anos Foto: TASS

Buscador russo tenta impedir que norte-americano dite as regras do jogo no sistema Android e proíba a pré-instalação de aplicativos de seus concorrentes em smartphones e tablets no país.

Na quarta-feira passada (18), o maior buscador da Rússia, Yandex, entrou com um pedido de inquérito junto ao Serviço Federal Antimonopólio para verificar se o Google viola a lei antimonopólio do país.

A iniciativa ganhou força desde que o Google proibiu, no ano passado, a instalação de todos os serviços do Yandex nos dispositivos móveis Fly, EXPLAY e Prestigio.

“A política aberta do Android ficou no passado. A base de dispositivos do Android tornou-se um pacote fechado de tecnologias do Google Mobile Services (GMS), que inclui Google Play e vários outros componentes. A dependência de fabricantes de smartphones e desenvolvedores de GMS tem aumentado tanto que o Google pode ditar para eles as regras do jogo”, lê-se em comunicado divulgado pelo Yandex.

“Se os fabricantes não concordam em promover em seus dispositivos os serviços do Google,  eles podem perder o acesso aos componentes da plataforma Android, dos quais depende o sucesso de seus smartphones”, continua a nota.

Os representantes do buscador russo acreditam que o Google perpetuará essa prática ao longo dos próximos anos.

A Yandex já participa de uma investigação conduzida pela Comissão Europeia que está analisando a situação do domínio do Google no Android. “Consideramos que os serviços para os usuários – como busca, mapas, e-mail etc. – deveriam ser separados do sistema operacional Android”, justificam os  representantes do Yandex.

“Acreditamos que os produtores devem ter a opção de escolha – qual tipo de programa de pesquisa será instalado em seus smartphones e tablets, e quais serviços que eles têm que pré-instalar. O Google não deve proibir a pré-instalação de aplicativos de seus concorrentes”, diz o diretor de relações públicas do Yandex, Ochir Mandjikov.

“É por isso que nós estamos falando sobre a necessidade de separar o sistema operacional do Android do programa de pesquisa do Google e de outros serviços do usuário.”

Em dezembro, o diretor do Yandex, Arkádi Voloj, havia dito em entrevista ao jornal “Vedomosti”, que a empresa não enviaria a solicitação para para Serviço Federal Antimonopólio. “Por enquanto nós próprios estamos lutando contra os ‘hooligans’”, disse Voloj na época. 

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.