Moscou em alerta com crescente atividade da Otan perto das fronteiras

Aproximação da Otan aumenta tensões político-militares perto das fronteiras russas Foto: Reuters

Aproximação da Otan aumenta tensões político-militares perto das fronteiras russas Foto: Reuters

Medidas podem resultar em consequências negativas para o sistema de segurança no espaço euroatlântico.

O aumento de potencial da Otan nos países Bálticos e Leste Europeu, assim como treinos da Aliança perto das fronteiras russas, estão suscitando preocupações, declarou o porta-voz oficial do Ministério dos Negócios Exteriores, Aleksandr Lukachevitch.

“Prestamos atenção aos planos para a criação, no menor tempo possível, de seis centros de comando permanentes do bloco nos Estados europeus e bálticos, que visam à preparação e à coordenação de exercícios da Aliança na região”, disse Lukachevitch.

Segundo o diplomata, isso indica que há um plano de “reconfiguração das forças”  no espaço europeu.

As medidas tomadas pela Otan, sob o pretexto de uma ameaça inexistente do Oriente, juntamente com a posição dos Estados bálticos empurrados pelos Estados Unidos, podem resultar “em consequências negativas e de longo prazo para o sistema de segurança atual no espaço euroatlântico”.

Lukachevitch disse ainda que as medidas aumentam as “tensões político-militares perto das fronteiras russas”.

 

Publicado originalmente pela agência Tass

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.