‘Nunca nos referimos à Otan como inimigo’, rebate Lavrov

Doutrina militar russa aponta expansão da Otan como ameaça, mas não organização em si Foto: Vladímir Péssnia/RIA Nóvosti

Doutrina militar russa aponta expansão da Otan como ameaça, mas não organização em si Foto: Vladímir Péssnia/RIA Nóvosti

Chanceler esclareceu posição da Rússia diante de avanço da Aliança pelo Leste Europeu.

A Rússia nunca se referiu à Otan como um inimigo, segundo o chanceler russo Serguêi Lavrov, em uma entrevista ao canal de TV France 24.

“Eu nunca disse isso”, afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros, ao responder a uma pergunta de um correspondente francês que supôs que Lavrov teria dito várias vezes que via “a Otan como uma organização inimiga da Rússia”.

“Quando se tem a impressão de alguma coisa, é preciso se questionar e ir atrás de documentos pertinentes. Neste caso, o documento em questão é a doutrina militar da Federação Russa. E ela nunca menciona a Otan como inimiga”, acrescentou Lavrov.

Segundo o chanceler, a doutrina aponta, entre outros riscos para a segurança da Rússia, a expansão da Otan e a aproximação de sua infraestrutura militar das fronteiras russas. “Jamais se refere a Otan em si”, arrematou.

 

Publicado originalmente pela agência Tass


Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.